Fale conosco pelo WhatsApp

Conheça os tipos de hérnia abdominal

Mulher pressiona região do abdômen com hérnia
17jul, 2020

Apesar de existirem diferentes tipos de hérnia abdominal, essa condição sempre se caracteriza pelo surgimento de um orifício na parede abdominal que provoca o extravasamento de órgãos ou gordura.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hérnia, se considerarmos todos os tipos de hérnia abdominal, essa patologia acomete entre 20% e 25% da população adulta no Brasil. Ao todo, são realizados anualmente quase 300 mil cirurgias de hérnia da parede abdominal, segundo dados do DataSus.

Quais são os tipos de hérnia abdominal?

Em geral, as hérnias são nomeadas de acordo com a região do corpo acometida, sendo que apenas na parede do abdômen são possíveis diferentes tipos de hérnia abdominal. Conheça 4 deles a seguir:

Hérnia umbilical

Trata-se de uma hérnia abdominal que pode acometer bebês, crianças ou adultos, sendo que o extravasamento ocorre na região do umbigo — que é mais frágil devido a ter dado suporte ao cordão umbilical durante o desenvolvimento fetal.

A hérnia umbilical é mais comum em alguns pacientes, como gestantes, fumantes, pacientes com cirrose hepática, pessoas com histórico de distensão abdominal e também pessoas com obesidade.

Hérnia inguinal

Esse é o tipo mais comum de hérnia abdominal entre a população, e consiste no surgimento do abaulamento próximo à virilha, seja em homens ou em mulheres.

A principal causa da hérnia inguinal é a fraqueza muscular na região entre a perna e o abdômen. Como os demais tipos de hérnia abdominal, o esforço físico intenso como levantar peso ou tossir, pode acelerar o desenvolvimento da alteração.

Hérnia epigástrica

A hérnia epigástrica ocorre na linha do meio do abdômen, acima do umbigo e antes do tórax, sendo que o nódulo resultante do extravasamento dos tecidos fica evidente nessa área.

Trata-se de um tipo menos comum, que corresponde a menos de 10% de todos os casos de hérnias abdominais. Ela é mais frequente em homens, que correspondem a quase 75% dos casos.

Hérnia incisional

Como o nome já indica, a hérnia incisional pode ocorrer quando o paciente já realizou alguma cirurgia na região abdominal previamente, sendo que o extravasamento dos tecidos ocorre devido ao afrouxamento ou abertura da musculatura nessa área da parede abdominal.

Por tal razão, ela pode afetar pacientes que já tiveram problemas prévios no abdômen e que demandaram cirurgia, assim como mulheres que fizeram cesárea e pacientes que realizaram a cirurgia bariátrica, por exemplo.

Existem outros tipos de hérnia abdominal menos comuns, como a Hérnia de Spiegel e Hérnias lombares (Petit e Grynfelt), que consistem em casos mais raros da patologia.

Quais são os tratamentos disponíveis para hérnia abdominal?

Independentemente dos tipos de hérnia abdominal, o tratamento para essa patologia é sempre cirúrgico, não existindo opção para reverter o quadro com medicamentos ou outras condutas clínicas. Algumas hérnias pequenas e assintomáticas podem ser somente acompanhadas, mas para isso a avaliação com um especialista em hérnia é recomendada.

Existem diferentes técnicas usadas na cirurgia para correção da hérnia abdominal, como a tradicional e aberta ou a vídeolaparoscópica, no entanto, as etapas são semelhantes.

Usando anestesia local com sedação, raquianestesia ou anestesia geral, o médico responsável fará o tipo de incisão correspondente à técnica escolhida e vai reinserir as estruturas extravasadas novamente para o interior do abdômen.

Dependendo do caso, o especialista pode optar pela colocação de uma tela para reforçar a parede abdominal e evitar a reincidência da hérnia. Posteriormente ele fará a sutura do local e o fechamento da incisão cirúrgica usando pontos. Em seguida, o paciente recebe alta médica e recomendações, que incluem:

  • Manter uma boa alimentação rica em fibras;
  • Fazer a higienização e secar o local operado;
  • Manter-se em repouso por alguns dias;
  • Não realizar atividades físicas por 30 dias.

Seguindo essas indicações médicas, o paciente poderá retornar às atividades diárias em cerca de 15 dias. Portanto, existem diferentes tipos de hérnia abdominal sendo importante um diagnóstico correto da patologia para um melhor encaminhamento cirúrgico.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal;

Centro de Hérnia – Hernia Clinic.