Fale conosco pelo WhatsApp Fale conosco pelo WhatsApp

Hérnia Hiatal por Deslizamento: Sintomas e tratamento

Homem pressiona a barriga na parte superior - hérnia hiatal por deslizamento
05mar, 2021

A cirurgia é o único tratamento que cura a hérnia de hiato. Medicamentos e mudanças no estilo de vida apenas tratam os sintomas

A hérnia hiatal por deslizamento, ou hérnia de hiato tipo I, ocorre quando uma parte do estômago passa pelo hiato, que é uma abertura no diafragma. A cavidade torácica está separada da cavidade abdominal por um músculo – o diafragma. Nesse músculo, existe um orifício, o hiato, por onde passa o esôfago.

Quando esse orifício se alarga, a pressão abdominal “empurra” o conteúdo do abdômen para dentro do tórax, formando-se assim a hérnia de hiato. Isso faz com que o conteúdo do estômago (alimentos e suco gástrico), retorne com mais facilidade para o esôfago (tubo que conecta a garganta ao estômago).

Este tipo de hérnia tem, em média, de 1,5 cm a 2,5 cm de diâmetro e é diagnosticada por exames como a endoscopia digestiva alta, radiografia com contraste do esôfago e estomago ou manometria esofagiana. A maioria dos pacientes com hérnia hiatal por deslizamento são assintomáticos, porque geralmente esse tipo de hérnia é pequena. Quando os sintomas aparecem, os mais comuns são

  • Sensação de queimação/azia;
  • Dor de estômago;
  • Regurgitação;
  • Dor para engolir;
  • Arrotos;
  • Náuseas;
  • Rouquidão;
  • Refluxo;
  • Tosse persistente.

A hérnia hiatal por deslizamento pode provocar dor semelhante à da angina e ser confundida com os sintomas de infarto.

O problema não tem uma causa completamente estabelecida, mas acredita-se que seu surgimento está relacionado com o afrouxamento da musculatura localizada entre o abdômen e o tórax devido a um aumento de pressão entre eles. Isso pode acontecer em decorrência de fatores genéticos, idade (é mais comum em pessoas acima dos 50 anos), tosse crônica pelo uso de cigarro, obesidade e após a gravidez.

Esse aumento da pressão também pode ser provocado pela prática de exercícios físicos que exigem elevação de peso ou, ainda, por traumas físicos.

Como tratar a hérnia hiatal por deslizamento?

O único tratamento resolutivo para a hérnia hiatal por deslizamento é a cirurgia. O uso de medicamentos, como protetores gástricos e antiácidos, e mudanças de hábitos alimentares, tratam os sintomas e são geralmente a primeira linha de tratamento.

A adoção de alguns hábitos ajudam a minimizar os incômodos causados pela hérnia hiatal por deslizamento. São eles:

  • Evitar ficar muito tempo em jejum;
  • Consumir frutas;
  • Fracionar as refeições em porções menores, com menos quantidade;
  • Evitar consumir alimentos gordurosos;
  • Manter a cabeça elevada ao se deitar;
  • Não fumar;
  • Reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, de refrigerantes, bebidas gaseificadas em geral e de café;
  • Manter o peso controlado;
  • Evitar se deitar ou se exercitar logo após as refeições.

A cirurgia para hérnia hiatal por deslizamento pode ser feita por videolaparoscopia ou por plataforma robótica (nesse caso, o procedimento é realizado por um robô, comandado pelo médico) com o objetivo de reposicionar o esôfago e o estômago e corrigir a abertura no músculo do diafragma.

Por serem menos invasivos, os procedimentos reduzem a dor no pós-operatório, o tempo de internação e a recuperação é mais rápida. Na maioria dos casos, o paciente pode retomar suas atividades em aproximadamente duas semanas.

Quando não tratada e acompanhada, pode ocorrer um aumento da hérnia hiatal por deslizamento, aumentando os sintomas. O encarceramento desse tipo de hérnia é muito raro. Nele, o conteúdo da hérnia fica preso no tórax, prejudicando a circulação do órgão. Nesse caso, é necessário realizar uma cirurgia de urgência.

Embora traga desconfortos, a hérnia hiatal por deslizamento não é considerada um problema grave e nem traz riscos iminentes à saúde, apenas quando o paciente apresenta sintomas mais intensos da doença, como refluxo gastroesofágico grave. Por isso, é importante consultar um especialista na presença de um dos sinais destacados acima.

Fontes:

Ministério da Saúde;

Centro de Hérnia – Hernia Clinic.