Fale conosco pelo WhatsApp

Hérnia inguinal nos praticantes de musculação

Local onde pode doer a Hérnia inguinal nos praticantes de musculação
08dez, 2021

Hérnia inguinal nos praticantes de musculação pode ocorrer devido à predisposição congênita ou mesmo pela pressão intra-abdominal causada pelos exercícios intensos. Saiba mais

A hérnia inguinal nos praticantes de musculação é um problema que acomete parcela do público que se dedica aos exercícios isotônicos com frequência e gera preocupação devido à necessidade de interrupção das atividades físicas intensas.

A hérnia inguinal consiste em uma protuberância que surge na região da virilha devido à existência de um ponto enfraquecido na parede abdominal, causando o extravasamento do conteúdo interno do abdômen.

O surgimento da hérnia inguinal nos praticantes de musculação pode estar relacionado a um ponto enfraquecido devido a fatores congênitos ou mesmo em decorrência da elevada pressão no local durante os exercícios. Saiba mais a seguir.

Hérnia inguinal nos praticantes de musculação: quais as causas?

A hérnia inguinal é uma condição que acomete majoritariamente os homens devido a uma característica da formação fetal, quando o anel inguinal, canal pelo qual os vasos do testículo e ductos deferentes chegam à bolsa escrotal, não cicatriza corretamente antes do nascimento.

Dessa forma, alguns homens já nascem com maior predisposição ao surgimento do problema, sendo que a hérnia inguinal nos praticantes de musculação pode ocorrer principalmente se já houver essa tendência.

Além disso, os exercícios de musculação caracterizam-se por demandar elevado esforço e resistência, aumentando a pressão na cavidade abdominal, o que eleva as chances de ocorrência da hérnia inguinal nos praticantes de musculação.

Alguns dos exercícios que causam essa pressão intra-abdominal aumentada incluem agachamento, exercícios isotônicos e isométricos.

O problema também tem mais chances de ocorrer em atletas, profissionais ou amadores, que exercem práticas de resistência, como maratonas ou futebol.

Para o diagnóstico da hérnia inguinal nos praticantes de musculação é importante que o paciente se atente a alguns indícios, como:

  • Surgimento de uma protuberância na região na virilha;
  • Sensação de virilha pesada;
  • Dor ou desconforto na virilha associada a movimentos como pegar peso, tossir, evacuar ou curvar-se.

Nesses casos, é importante que as atividades físicas sejam temporariamente interrompidas até uma avaliação médica especializada.

Dessa forma, preferencialmente quem tem hérnia inguinal não pode fazer musculação, pois os exercícios que aumentam a pressão intra-abdominal podem resultar em intensificação do quadro ou complicações, como hérnia encarcerada ou estrangulada.

Como treinar com hérnia inguinal?

Muitos atletas têm dificuldade em interromper completamente a rotina de treinos em decorrência do diagnóstico de hérnia inguinal.

A primeira recomendação é que o quadro seja avaliado por um médico especialista em hérnia, pois a realização de exercícios pode agravar o quadro e demandar uma intervenção cirúrgica de emergência.

Em casos nos quais a hérnia inguinal está presente, mas não consiste em um quadro de urgência ou com chances aumentadas de complicações, uma opção de como treinar com hérnia inclui a adequação das atividades. Os exercícios que podem ser realizados em caso de hérnia inguinal incluem:

  • Caminhada;
  • Aeróbicos leves;
  • Natação.

Essas práticas não implicam em movimentos ou força que resultam na elevação da pressão no abdômen, o que deve ser evitado em caso de hérnia.

Apesar dessas possibilidades, tais exercícios só devem ser realizados com orientação médica e preferencialmente com um educador físico consciente do quadro do paciente.

É possível conviver com a hérnia inguinal?

A hérnia inguinal nos praticantes de musculação e no público em geral não costuma ser uma condição debilitante, no entanto, depende do quadro.

O diagnóstico e acompanhamento médico são fundamentais, pois o especialista poderá determinar a gravidade do caso e a rotina ideal para conviver com a hérnia inguinal.

Apesar disso, o tratamento da hérnia é exclusivamente cirúrgico. O que pode ocorrer é o caso não ser grave ou urgente, assim, a cirurgia de hérnia pode ser planejada e agendada conforme a preferência do paciente.

Portanto, entre o que não se pode fazer quando tem hérnia inguinal está a musculação e qualquer outra atividade física que exerça pressão intra-abdominal, como corrida, levantamento de peso, futebol e outros.

A recomendação é que com o diagnóstico de hérnia inguinal nos praticantes de musculação seja feita primeiramente a cirurgia, aguardando o tempo recomendado para recuperação, em geral 30 a 60 dias, para retomada de exercícios físicos de maior intensidade. Agende sua consulta aqui!

Fontes:

Hernia Clinic

MSD

Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal