Fale conosco pelo WhatsApp

Hérnias: O que são? Por que surgem?

05dez, 2019

Entende-se por hérnias protusões que aparecem na região abdominal. A condição se origina pelo extravasamento de um órgão ou de vísceras por meio dessa falha no tecido, sendo uma doença que pode ser congênita ou adquirida.

A forma eficaz de tratar o surgimento de hérnias é por meio da cirurgia denominada de hernioplastia. Minimamente invasiva, a intervenção de correção da doença deve ser feita logo que o paciente recebe o diagnóstico.

Por mais que a hérnia não seja considerada uma doença grave, se não tratada pode evoluir para uma situação de urgência, que é o encarceramento da mesma.

A probabilidade do encarceramento de uma hérnia é baixa, cerca de 1.2%, porém, a única forma de tratamento é por via cirúrgica.  Veja a seguir outras peculiaridades sobre as hérnias.

Tipos de hérnias

Existe mais de um tipo de hérnia, sendo que a sua identificação é com base no local do seu aparecimento. Exemplificando, na região abdominal, as hérnias são identificadas como: hérnia inguinal, umbilical, incisional e epigástrica.

Entretanto, um paciente pode desenvolver uma hérnia de hiato, que é a protusão de uma parte do estômago por um orifício no esôfago, chegando ao diafragma e causando refluxo e queimação.

Possíveis causas da hérnia e sintomas

Como mencionado, a hérnia pode ser uma condição congênita ou adquirida. Quando congênita é resultado de uma má formação e/ou defeitos na formação tecidual do indivíduo. Já as adquiridas podem ter sido em decorrência dos seguintes fatores:

  • Esforço extremo e repetitivo;
  • Após a gestação;
  • Tosse excessiva ou crônica;
  • Prática de exercícios físicos em demasia;
  • Doença do colágeno;
  • Tabagismo.

Além do surgimento da protusão na região abdominal — que pode ser bem pequena ou atingir um tamanho substancial — as hérnias podem causar alguns sintomas, sendo eles: dor na região do abaulamento e, em determinados casos, enjoos e vômitos em decorrência da doença.

Diagnóstico

A forma mais efetiva de diagnosticar uma hérnia é em consultório. Quando a protusão é sobressalente, só o olhar clínico do cirurgião a identifica. Caso ela só apareça quando o paciente faz algum esforço, por exemplo, é aconselhado exames de imagem para que o diagnóstico seja o mais assertivo o possível.

Tratamento das hérnias abdominais

Como relatado anteriormente, o tratamento das hérnias abdominais é por via cirúrgica impreterivelmente. Atualmente, os cirurgiões optam pela cirurgia laparoscópica ou robótica, ambas minimamente invasivas e que resultam em menor recidiva da hérnia.

Segundo os especialistas no tratamento da doença, diferente da hernioplastia tradicional ou aberta, quando se cuida das hérnias por via laparoscópica ou pela cirurgia robótica, a recuperação do paciente é mais rápida.

Nos procedimentos cirúrgicos mencionados, o paciente tem alta hospitalar no mesmo dia e se recupera em sua totalidade em 15 dias em média (o tempo pode variar entre os pacientes).

Essas são apenas algumas informações relativas sobre o que são as hérnias e como elas surgem. Caso desconfie da doença é necessário consultar-se com um cirurgião para o correto diagnóstico.

Fonte:

Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH);

Ministério da Saúde.